Triana

Humilde, simples e autêntico. Localizado nas margens do Guadalquivir e unido ao resto da cidade pela Ponte de Triana, o bairro de Triana é o mais especial e o que tem mais sabor de Sevilha.

O bairro de Triana é um dos principais eixos da cultura sevilhana. Berço de cantores e dançarinos de flamenco, artistas e artesãos, Triana é um bairro de mestres oleiros que se concentram nas imediações da Plaza del Altozano, junto à Ponte de Triana.

As orígens do bairro remontam a um passado distante, até aos tempos em que as as legiões romanas estabeleciam aí os seus acampamentos. Os almóadas construóram uma rudimentar ponte que o uniria com a cidade, que posteriormente seria substituída pela popular Ponte de Triana.

Com uma longa tradição marinheira, de onde surgiram os marinheiros que navegaram rumo às Américas, o bairro de Triana sempre viveu voltado para o rio, fonte de riqueza e base do seu crescimento, mas também de alguns episódios mais tristes, devido às grandes cheias que provocaram numerosas inundações na zona.

O que ver em Triana

Num bairro tão cheio de vida como Triana, não é necessário destacar pontos de interesse a visitar. Para sentir o seu encanto, basta passear pelas suas ruas e desfrutar do seu ambiente especial. Estes são os pontos que vale a pena prestar especial atenção:

  • Castelo de São Jorge: Construído sobre uma antiga fortificação de origem visigótica, atualmente abriga exposições sobre o seu passado obscuro relacionado com a Inquisição.
  • Mercado de Triana: Uma das melhores formas de sentir a essência do bairro é uma visita matinal ao mercado para desfrutar das suas bancas de fruta, carne e verduras.
  • Calle Betis: Percorrendo a margem do rio com as suas alegres e carateristicas fachadas coloridas, a rua Betis é uma das mais emblemáticas de Sevilha.
  • Ponte de Triana: Une o bairro de Triana ao centro histórico da cidade, para além de oferecer belas vistas de ambas as margens do Guadalquivir.